terça-feira, 2 de maio de 2017

O que rolou... Abril/2017

Oi!


Seguindo o ritmo do mês anterior, abril também foi caótico e exaustivo. Não li nada que não fossem textos teóricos para as aulas. Filmes, até que assisti a muitos. Como o começo do ano estava sendo fraco no trabalho, me inscrevi em um curso de Produção Editorial, além de continuar com as aulas de História do Cinema. E daí surgiram mais atividades interessantes. O SESC-SP lançou um curso que analisa alguns episódios de 'Black Mirror' (dá para assistir aos vídeos AQUI) e um professor adorado começou o curso de ‘Cinema, Filosofia e Teoria Social’, e eu não resisti e me enfiei nesse também. Claro que depois disso os trabalhos voltaram num volume absurdo e eu quase me matei para dar conta de tudo. De qualquer forma, é hora da retrospectiva.

Livros

Como eu disse acima, não li nenhum livro em abril. Triste :(

Filmes

Consegui assistir a 16 filmes em abril. Grande parte deles eu já havia visto, mas decidi rever porque vão lançar mais um capítulo da série (no caso da franquia ‘Alien’) ou porque a trama será analisada no curso de cinema e filosofia. Favoritos: O experimento de aprisionamento de Stanford’, ‘O sétimo selo’, ‘Rio, 40 graus’, 'Até que a Sbórnia nos separe', 'Aliens - O resgate' e ‘Vida’.


- O sétimo selo: Clássico do Bergman. Sempre bom de rever. Aliás, me lembra que preciso assistir a mais filmes do diretor.
- Rio, 40 graus: O filme é dos anos 50, mas a situação mostrada infelizmente mudou muito pouco.
- O experimento de aprisionamento de Stanford: Baseado num experimento real conduzido na universidade americana nos anos 70 (se não me engano). Pesado, mas vale a pena.
- Até que a Sbórnia nos separe: Eu nunca tinha me interessado porque o título me afugentava, mas descobri que se trata de uma animação nacional linda e divertida.
- Redenção: Noir baiano. Parece contradição unir esses dois termos, não? Mas funciona.
- Cloverfield: Eu já havia assistido (e adorado) o segundo filme (que não tem ligação com esse primeiro). Gostei muito. E nem enjoei com a câmera balançando. Yesssss!!
- Estocolmo: Não sei o que pensar sobre esse filme. Gosto da ideia geral, mas algumas coisas no desenvolvimento me incomodaram demais. Não consigo definir se gostei ou não do resultado.
- A última música: Esse eu assisti totalmente por acaso. Nicholas Sparks clássico, ou seja, romance e em algum momento alguém morre. [#vejamaismulheres]
- Vida: Gravidade + Alien + Tubarão. Diversão e tensão garantidas!
- Steve Jobs: Eu não tinha interesse em ver esse filme, pois já havia visto aquele com o Ashton Kutcher (e achado mediano). Mas vi e gostei bastante. Do filme, que fique claro. Porque o biografado era um babaca sem tamanho. Michael Fassbender e Kate Winslet mandaram muito bem.
- O jantar: O livro foi minha leitura preferida de 2013 (resenha aqui). Desde então queria ver essa adaptação. Não achei tão boa assim. Mas sei que existe uma versão italiana, e a americana está em produção. Vamos ver se o resultado é melhor.
- Aliens – O resgate: Apesar de continuar achando a ideia inicial bizarra até não poder mais (mandar famílias para colonizar um planeta hostil), gosto dessa segunda aventura porque tem vários aliens e pelo viés da maternidade da história. Ripley e a Rainha-mãe são muito F0d@s.
- Alien 3: O mais fraco da série. Mas tem aquela cena icônica do babão dando uma cafungada na Ripley.
- Alien - Ressurreição: Mais um que tem um início difícil de engolir e uma versão final do monstrengo que não agrada em nada. Mas tem vários aliens, uma Ripley sarcástica e Winona Ryder.
- O diabo mora aqui: Um bom terror nacional.
- Prometheus: Gostei menos desta vez (já falei do filme aqui). Mas veremos o que a continuação trará.

Séries

Terminei de rever a primeira temporada de ‘Twin Peaks’ e já emendei na segunda (também devidamente finalizada). Comecei a ver a quinta temporada de 'Prison Break' (uma das séries mais viciantes de todos os tempos) e uns episódios aleatórios de 'Além da Imaginação' (estou gostando muito).

E vocês, o que fizeram de bom em abril?

Beijo!

2 comentários:

Claudia Leonardi disse...

Oi Mi
Este mês eu li bastante e quase vi 4 filmes, para os meus padrões, um feito ótimo...rs. Assisti A Cabana, Amor no Divã, Nise e a Cabine de imprensa do filme Colossal. Gostei de todos!
Nem me fale em A Última Música, Sparks me tira do sério com sua mania de matar o povo...rs. Dicas anotadas, adorei.
Bjs

Lígia Barros disse...

Meu mês de abril também fui tumultuado, não consegui assistir nenhum filme. :(
Não sabia que "O jantar" tinha tantas versões em filme, só sabia da americana, que estou bem curiosa para ver.
"Até que a Sbórnia nos separe" é bem legal, fico triste ao ver que pouquíssima gente assistiu.